As Melhores Fodas Foram Com Meu Primo!

As melhores fodas foram com meu primo!

Hoje namoro um cara da mesma idade que eu, mais jamais esqueço os fodas com meu primo que namorei, eu sempre fui fogosa, mais tinha uma certa timidez, tinha vergonha de acariciar e chupar, e não me soltava muito no que se trata de gemidos e safadezas sussuradas.Sempre fiz o tipo gostosa, seios fartos, bunda grande, lábios carnudos, pernas grossas, por onde passo arranco olhares e viradas de pescoço, aprendi bastante coisa com meu primo, ele é mais velho, está pra fazer 30, e tinha um fogo e uma experiência que me deixava louca, ele foi paciente e conseguiu tudo de mim, até meu cuzinho.

O jeito como nos envolvemos foi incrível, depois de anos fora de SP, morando em MG, ele voltou pra cá com os pais e irmãos.

Era quase um estranho pra mim por não vê-lo a anos, mais ele tinha um tipo atraente, não esperava me deparar com um gostosão, um morenão alto, corpo sarado, ombros largos, braços musculosos, de dar tesão mesmo.

Tudo começou quando eu resolvi dar uma festa no meu aniversário, sempre adorei me mostrar, coloquei um vestidinho preto que não me permitia nem abaixar.

Minha casa estava lotada, depois de beber bastante, tarde da noite fui dar uma volta com um cara que eu já tinha ficado, fomos pra um lugar deserto e ele me fodeu gostoso.

Quando voltei pra festa, todos aos poucos foram indo embora, ficamos na sala apenas eu e meu primo, eu já tinha dado naquela noite, mais minha buceta continuava molhada e sedenta, ficamos só eu e ele na sala dividindo o mesmo sofá assistindo um filme pornô, quando dei por mim seus dedos passeavam por minha bucetinha molhada, o medo de meus pais acordarem e verem tudo me deixava ainda mais excitada, ficamos só nisso aquela noite, pois apesar do fogo eu ainda tinha vergonha e medo de certas novidades, mais ele quebrou qualquer impedimento.

A gente se pegou gostoso também no carnaval na cidade vizinha, ele levantou minha saia nas ruas vazias e me deixou toda ensopada.

Mais a brincadeira começou ficar boa de verdade quando nos apaixonamos e a família aceitou o namoro, eu estava tão louca por ele, ele exercia um certo domínio, eu estava fascinada por aquele homem, que fui aos poucos me liberando de certas vergonhas.

Chegamos num estágio que quando todos em casa dormiam, eu e ele nos tocavamos no sofá, depois que eu ficava toda molhadinha e ele com o cacete duro, iamos direto para a garagem, ele já ia com a bermuda abaixada e o grosso cacete deliciosamente duro, o perigo de ser pega pelos meus pais me excitava ainda mais, como eu sabia o que a noite nos reservava, eu sempre o recebia de saia ou vestido, e muitas vezes já sem calcinha.

Só sei que lá na garagem eu o chupava muito, com gula mesmo, enterrava o cacete na minha garganta e sempre deixava ele gosar na minha boca e no meu corpo, ele me colocava em cima do capô do carro do papai “rsrs”, abria bem as minhas pernas e me calsava arrepios, me fazia gemer e gosar como louca, ele chupava meus seios, minha barriguinha, minha virília, arrancava minha calcinha no dente quando eu ainda vestia uma, e como me chupava, meu Deus, tô molhadinha de lembrar, ele me deixava louca quando roçava a língua na minha bucetinha, eu ficava tão enlouquecida que pedia gemendo pra ele me chupar e enfiar o dedo fazendo vai e vem ao mesmo tempo, e eu adorava quando em quanto a gente trocava beijos calorosos e eu roçava meus seios no corpo dele, ele enfiava o dedo na minha bucetinha e eu batia uma bem gostosa pra ele ao mesmo tempo, rebolando e gemendo muito, nossa e quando a gente mandava um 69, eu chego me arrepiar de lembrar, nossa e como ele metia gostoso, me pegava de lado, por trás, de quatro, de todas as formas possíveis, eu me realizei num dia quando ele já estava indo embora e eu o pedi pra ficar um pouco mais, encostado ao portão de minha casa tem uma muretinha, pedi que ele sentasse alí e de costas pra ele me sentei naqle cacete gostoso, era excitante correr o risco ser vista, se a gente não se controlasse qualquer um que passasse por alí saberia o que estava acontecendo, mais eu pouco me importava, alí sentada sobre aquele cacete gostoso, a poucos metros da calçada e dos olhos curiosos de quem passasse na rua, eu enlouqueci ainda mais e quis a vara dele me abrindo comigo de frente, nossa como eu amo fuder gostoso correndo o risco de ser pega no flagra.

Mais acho que a melhor noite de todas foi quando ele comeu meu cuzinho, ele ficou passando o dedo, melando com cuspe, me provocando, eu resisti um pouco a idéia, mais o que eu não fazia por aquele pintudo, eu me lembro que apoiei as mãos no capô do carro, empinei a bunda e abri as pernas o máximo que pude, como foi delicioso sentir aquele pintão entrando, abrindo as pregas do meu cuzinho, foi delicioso sentir ele gosar lá dentro.

Ai como tenho saudades desse tempo, eu ainda morro de tesão por ele apesar de amar loucamente meu namorado e adorar o cacetão grande e grosso que ele tem.

Tenho tesão por ele ainda porque nunca ninguém me deixou tão louca, nunca ninguém me levou ao delírio como ele, ele me ensinou ser essa tarada por sexo e me fez viciar em chupar rola.

Eu morreria de tesão se trepasse com ele outra vez, mais não tenho corajem de trair meu namorado, então só me restam as lembranças, o arrepio e o calor da pele pegando fogo, e a bucetinha molhada como está agora contando tudo isso pra vocês.

A minha vontade agora é tirar toda a minha roupa e me masturbar até gosar bem gostoso.

Ahhhhhhhhhhh que delícia, que tesão estou sentindooo!!!

Contos relacionados

Anal E Oral

Fui treinado para duas funções no sexo. Comer o rabo, de mulher e de homem, e ser chupado. Talvez seja consequência de uma de minhas primeiras namoradas, a Taís. Ela sempre quis casar virgem, e, por isso, fazia estripulias de todo jeito, preservando o...

Dominado Pela Terapeuta

A estagiaria sempre me dizia que eu já havia passado da idade e não conseguiria dar conta dela, mas depois de quase seis meses insistindo finalmente eu consegui leva - lá para um motel. Nunca imaginei que aquela novinha fosse tão fogosa e acabei levando...

Tarada Por Sexo.

   Meu nome fictício é Luanna, tenho 20 anos e sou magrinha; bundinha durinha, peitinhos bem firmes e pequenos. Perdi minha virgindade aos 16 anos, desde então não fico mais sem.      Ano passado vim morar com uma amiga, Luana. Desde então saímos...

Enlouquecida No Carnaval

A ultima noite de carnaval de 2008 foi totalmente inesquecível para mim... No começo da noite ainda era virgem, porem com pensamentos e ideias de alguem muito experiente! Quando era 21 horas comecei a me preparar para a noite de carnaval até então uma...

Fui Mulherzinha

Ola. Me chamo caio tenho 36 anos, mais este conto aconteceu quando eu tinha 27 anos . Sou casado e nessa epoca mi ha esposa recusava em fazer sexo. Eu queria gozar diferente ja nao aguentava se mastubar, minha mulher tem um vibrador que quando agente...

Desfile De Calcinha

Ela aprendeu com a mãe a lavar as suas calcinhas no chuveiro e eu acompanhei as suas mudanças de fases ate ela se tornar uma linda mulher. Primeiro foram as com desenhos e bichinhos que começaram a sumir, depois foram as lisas de algodão dando lugar ao...


Online porn video at mobile phone


contos de sexo com a sograencoxando no metrocontos eróticos mulherescontos fetichecontos de incesto entre mae e filhocontoseroticosdeincestoincestos contoscontos de sexo brutalcontos eróticos mulherescontos erotico maecontos eroticos sadomasoquistaseu minha mulher e um travesticontos textonconto erotico de cunhadacontos eróticos padrecontos eroticos putascontos reais eroticosrelatos eroticos veridicoscasadoscontoeroticocontos heróicomelhor conto eroticoconto erotico amadorcontos eroticos proibidosconto erótico cornoconto erotico de incestocontos eroticos carnavalcontos de sexo lesbicocasa dos contos eriticoscontos scatcontos curtos eroticoscontos eroticos encoxadascontos incestos gayscontos eroticos de pai e filhacontos sexualcomendo a prima contohistórias heroticascontos eróticos quentescontos eróticos familiaconto erotico de cunhadaconto erotico minha maecontos eroticos sadomasoquistacontos de mulher casadacontos eróticos teenscontos eroticos enteadacontos eroticos encoxadafamilia incestuosa contoscasa dos contoseróticoscontos curtos eroticoscontos eroticos safadascontos eroticos melhorescontos eróticos tiacontos eroticos de abusocasa dos contos ercontos de sexo explicitomelhores contos de sexoacervodecontoshistórias de putariaforum eroticoconto porno incestocontos de traiçõesconto erotico de cunhadalesbica contoscontos eróticos verdadeiroconto erotico casa dos contosos melhores contos eroticoscontos porno cornohistórias reais de incestocontos erótico incestocontos eroticos mulherescontos eróticos cunhadohistoria de sexo lesbicocontos eroticos bizarrocontos eroticos esposa safadaconto erotico lésbicoporno incesto brasilporno contocontos porno cornocontos eroticos com o paicontos de sexo lesbicascontos de incesto real