Cores Sensuais

Cores sensuais

Num fim de semana eu estava doida de tesão por um homem e fui até a praia, no meio da tarde. Coloquei na sacola o protetor solar e duas camisinhas.Chegando lá, coloquei uma das toalhas na areia, olhei para um lado,tinha duas mulheres velhas já saindo e no outro dois homens conversando um bem jovem, tipo dezoito anos e um coroa enxuto, já com seus quarenta e pouco.

Então, lentamente, tirei a canga, ajeitei um pouco o sutiã do biquíni (só pra fazer charminho) e vi pelo canto do olho que os dois não tiravam a vista de mim. Deitei com a bundinha empinada pra cima e quando as velhas saíram, desataquei o sutiã.

– Quer que eu passe o protetor em suas costasó

Aquela voz grossa e suave já me deixou arrepiada. Era o coroa.

– Mas eu nem lhe conheço?

-Prazer, sou Rafael Santos. E abriu um sorriso bonito.

– Tá. Meu nome é Monica. Só Monica, por enquanto. Tome.

– Sua pele é muito alva e mesmo com o sol já meio fraco, é bom usar mesmo o protetor.

Suas mãos eram macias, subiam e desciam da nuca até o começo do meu reguinho. Uma delícia!Dei uma espiada e notei um volume no seu calção. Não era grande, mas isso não me incomodou: eu sei fazer muita coisa gostosa com uma rola pequena ou média…

Quando ele terminou de passar o óleo, gentilmente atacou meu sutiã e disse:

– Agora podemos conversar,moça bonita?

– Claro. Muito obrigada. Você é gentil e educado. Está me paquerando é?- E sorri.

– Não, que é isso? Apenas adoro mulheres assim como você: desinibida, deve ser independente e está solteira?

– Acertou só uma parte: vivo ainda com meus pais. O que acha?

– Nada demais. Chama-se geração canguru. Moramos eu e um filho solteiro, que está viajando.

Sentados juntinhos, olhávamos o mar. Eu sentia um perfume bem másculo e notava seus braços e pernas musculosos num corpo enxuto. Ele continuava de pau duro sob o calção.

Eu já estava molhadinha e louca para fazer safadezas com ele. E eu que comecei.

– Você mora aqui perto? Nunca lhe vi. – E rocei minha mão na dele.

– Moro a duas ruas daqui, num belo apartamento à beira-mar.

– O que você acha de uma cerveja bem geladinha agora?

Segurando minha mão, levantou-me, recolheu a toalha e com jeito de ser meu dono, me levou pela mão na areia.

– Tenho uma ideia: vamos ao meu apartamento, tomamos um banho na piscina da cobertura, depois uma chuveirada e a cerveja com um bom papo. Quer moça bonita?

Na piscina, teve uma hora que ele esfregou seu pau na minha coxa esquerda, então lhe dei um beijo molhado de língua na boca. O meu líquido escorria mais e mais e de leve passei a mão em todo o seu pau. Que coisa boa, meu Deus…

Depois da chuveirada, ele me emprestou um roupão de seda tipo japonês, sem me ver nua.

– É da ex de meu filho, fique à vontade.

Na varanda e vendo o mar, com a cerveja forte e uns salgados, ele falou:

– Sabe Monica, há muito tempo eu não me sentia tão bem ao lado de uma mulher. Até parece que já nos conhecemos de muitos anos…

– Rafael eu gostei de você. É separado?

– Sou há cinco anos, mas ainda penso em novo casamento, acho que nunca deixei de ser romântico. Vou trazer um sonzinho pra cá.

Na volta, ele ficou por trás de minha cadeira, deu-me um beijo na boca (eu com a cabeça para trás) e enfiou uma mão no roupão, apertando o meu mamilo.

– Vamos ao quarto?

Já nus, notei que o seu pau era branco e devia ter uns quinze centímetros, com a cabeça rosada e toda molhada de sêmen. Então, cheguei pertinho, puxei pra baixo a sua pele e suguei aquela porra branquinha, enquanto apertava os seus ovos. Ele soltou um suspiro. Eu mesma abri meus pequenos lábios e ele se espantou quando viu meu grelo:

– Que grelo grande e bonito, Monica. Deixa eu chupar, deixa?

Ele chupava bem devagar, como se fosse num pequeno pau e meu cu piscava e piscava…

– Bota a camisinha e come meu cuzinho, querido.

Seu pau entrou rápido e sem dor, já que era pequeno e não era grosso. Ele bombava, bombava, eu rebolava de bruços com as pernas abertas e esfregava meu grelão no colchão. Gozamos juntos, com meu cu apertando sua pequena rola e sentindo aquela porra quentinha invadir meu rabo.

Depois jantamos no apartamento, ele me levou em casa e marcamos no outro dia. E no próximo conto, leitores.

Contos relacionados

O Andarilho

Viajando por esse brasil a fora passei em muitas cidadezinhas das quais já mais imaginei, peguei vias e trilhas que em determinado momento me vi perdida por essas estradas e a única solução era perguntar a um morador local qual a direção certa que eu...

Ninfomaníaca 

Ninfomaníaca  A sexualidade também entrou cedo na minha vida assim como acontece na vida de milhares de pessoas pelo mundo a única diferença é saber o que fazer e como viver com ela, a partir deste dia.  Eu ainda era muito novinha...

Primeiro Boquete Fora Do Casamento

Bem, vou contar qui como foi que virei corno.  Não sou corno propriamente digo, pois minha mulher ainda não foi comida, mas já me considero. Estamos casados a 5 anos e a 1 ano conheci o site Sexlog, por onde vi muitos relados de esposas putas. No inicia...

Ângela, Divorcia E Deliciosa

Me chamo Marco sou moreno e vou contar o que me aconteceu a uns 4 anos atras, eu era noivo e sempre fui muito tarado por sexo, adorava entrar em site de bate papo e conversar com mulheres mais maduras e experientes. EM um desses dias conheci uma mulher...

Minha Irmã Tirou Minha Virgindade!!!

Minha irmã tirou minha virgindade!!! Tudo começou no ano 2000, mais precisamente em Julho, estávamos todos de férias, inclusive eu e minha irmã, morávamos sós por conta de nossos pais morarem no sul do pais onde trabalhavam como executivos...

Minha Namorada Com Outro Pela 1° Vez.

Minha Namorada Com Outro Pela 1° Vez. Meu nome Marcio, minha namorada Ana. Ela é muito bonita, nada de exagero, uma delicia, mas é normal, baixinha, uma bunda redondinha, peitinho pequeno e um rosto lindo.  Fui seu 1° namorado,...


Online porn video at mobile phone


contos eroticos lesbicaputas jacareicontos eroticos tio e sobrinhacontos de sexoscontos eroticos papaicontos eroticos fatos reaisdei o cu e gosteiconto erótico 2018contos negaocontos eróticos incestocontos eroticos incesto pai e filhacontoseróticoscontos eroticos de lesbicascontos cornoscontos eroticos veridicoscontos eróticos casadascontos eroticos de adolecentescontos eroticos incesto pai e filhacontos eroticos papaicontos de cornoscontos sexo lesbicocontos eróticos de namoradosrelatos incestoscontos eroticos amigoscontos eroticos orgiasacervodecontosconto vizinhacontos eroticos com empregadacontos eroticos praiacontos de encoxadasempregada contoconto erotico minha maecontos eroticos lesbiscoscontos eróticos encoxadascontos eroticos pai e filhascat contoscontos eroticos exibicionismocasadas no cio contos eroticossadomasoquismo contoscontos eroticos com o paiconto incesto maecontos erotico incestocontos eroticos vipcontos eróticos de masturbaçãocontos eroticos de padreconto erotico em familiaconto sadocontos eroticodcontoseroticos incestoconto erotico proibidoconto erotico princcontos eroticos hospitalcontos eroticos cunhadaconto de swingcontos eroticos empregadaconto erotico proibidocontoseroticoscontos eróticos melhorescontos eroticos lebicasconto erotico cornocontos eroticos amadoresincestos contos eroticoscomendo a tia contosrelatos eroticos reaiscontos eroticos de mulheressendo encoxadacontos eroticos sogracontos sadomasoquistacunhada conto eroticocontos eroticos dei pro meu paicontos pornoscontos erocontos de incesto maecontos eróticos de tiacontos incestosconto erotico curtoconto erótico lésbicocontos porno cornocontos eróticos lésbicacontos eroticos de esposasencoxada no metroconto de sacanagemcontos de insestoconto erotico comi minha irmacontos eroticos amigassexo incesto contoscasadocontoseroticoscontos de incesto maeconto insestocontopornocontos eroticos surpresaconto erotico enfermeiracontos analcontos eroticos sexo no onibus